Areia, dunas e deserto. Esse é o cenário que pilotos e equipes do Dakar encontrarão no menu exclusivo de mais de 5.500 km de extensão (sendo mais de 3.000 km de especiais) dentro do Peru neste mês de janeiro, quando acontece a 41ª edição do maior rali do mundo.

E é exatamente isso que os 534 competidores, divididos em 334 veículos entre motos, quadriciclos, carros, UTVs e caminhões estavam procurando na edição deste ano, que acontece entre os dias 7 e 17 de janeiro.

Saber atravessar uma duna, ter a habilidade de navegar em terreno aberto sem precisar de retornos e ter a força física para enfrentar os enormes trechos de areia serão os critérios para os competidores se encaixarem entre os favoritos pelo título. Afinal, 70% de todo o trajeto será em terreno arenoso.

Serão seis as cidades que receberão o Dakar: Lima, Pisco, San Juan de Marcona, Arequipa, Moquegua e Tacna. Lima, capital do Peru (e, neste ano, também a Capital do Dakar), ficará responsável pela largada e chegada da competição.

Pisco, a 236 km de Lima, será o palco do maior número de eventos, realizando os estágios 1, 2, 8, 9 e 10. Em seguida vem San Juan de Marcona, onde acontecem os estágios 3, 6 e 7. Já Arequipa recebe o estágio 4 e o dia de intervalo, enquanto Moquegua concentrará a quinta etapa das motos e quadris, com Tacna ficando com os carros, UTVs e caminhões.

O dia mais longo será o do estágio 6, com 839 km no total para motos e quadris e 810 para carros, UTVs e caminhões; já as especiais mais longas acontecem nos estágios 4 e 5, os estágios chamados de Maratona, onde os competidores não poderão receber auxílio externo, com carros e caminhões cumprindo mais de 450 km de competição.

O Brasil disputa o Dakar 2019 com 11 competidores, sendo dois nas motos (Marcos Colvero e Lincoln Berrocal) e nove nos quadris (Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, Bruno Varela/Maykel Justo, Cristian Baumgart/Beco Andreotti, Marcos Baumgart/Kleber Cincea e Lourival Roldan, que será navegador do piloto português Miguel Jordão).

Confira em detalhes o percurso do Dakar:

Dia 1: 7 de janeiro (segunda-feira)

Lima -> Pisco

Distância total: 331 km

Trecho especial 84 km

Dia 2: 8 de janeiro (terça-feira)

Pisco -> San Juan de Marcona

Distância total: 554 km

Trecho especial: 342 km

Dia 3: 9 de janeiro (quarta-feira)

San Juan de Marcona -> Arequipa

Distância total 799 km

Trecho especial: 331 km

Dia 4: 10 de janeiro (quinta-feira)

Etapa Maratona

Arequipa -> Moquegua (motos e quadris)

Arequipa -> Tagna (carros, UTVs e caminhões)

Distância total: 511 km (motos e quadris); 664 km (carros, UTVs e trucks)

Trecho especial: 352 km

Dia 5: 11 de janeiro (sexta-feira)

Etapa Maratona

Moquegua -> (motos e caminhões)

Tagna -> Arequipa  (carros, UTVs e caminhões)

Distância total: 776 km (motos e quadris); 714 km (carros, UTVs e caminhões)

Trecho especial: 345 km (motos e quadris); 452 km (carros, UTVs e caminhões)

Dia 6: 12 de janeiro (sábado)

Dia de descanso em Arequipa

Dia 7: 13 de janeiro (domingo)

Arequipa -> San Juan de Marcona

Distância total: 839 km (motos e quadris); 810 km (carros, UTVs e caminhões)

Trecho especial: 317 km (motos e quadris); 291 km (carros, UTVs e caminhões)

Dia 8: 14 de janeiro (segunda-feira)

San Juan de Marcona

Distância total: 387 km

Trecho especial: 323 km

Dia 9: 15 de janeiro (terça-feira)

San Juan de Marcona -> Pisco

Distância total: 576 km

Trecho especial: 361 km

Dia 10: 16 de janeiro (quarta-feira)

Pisco

Distância total: 410 km (408 km para os caminhões)

Trecho especial: 313 km (311 km para os caminhões)

Dia 11: 17 de janeiro (quinta-feira)

Pisco -> Lima

Distância total: 358 km

Trecho especial 112 km

Montante percorrido

Motos e quadris

Distância total: 5.541 km

Trechos especiais: 2.889 km

Carros e UTVs

Distância total: 5.603 km

Trechos especiais: 2.961 km

Caminhões

Distância total: 5.601 km

Trechos especiais: 2.959 km