O equatoriano Jetro Salazar, da Escuderia X, apoiada pela Honda, fez a volta mais rápida nos treinos livres deste sábado, válidos pela sétima e última etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross.

Galeria de fotos em alta resolução

As disputas ocorrem na Arena Verde Forte, na cidade de Charqueada, região de Piracicaba. As duas baterias da grande final serão neste domingo, às 13h e às 16h. Na MX2, Gustavo Pessoa, da equipe Honda Ipiranga IMS, lidera a categoria e conquistou o melhor tempo.

Vice-líder da MX1, principal categoria da competição, Jetro Salazar fechou os 1.750 metros da pista em 1min29s549. Apesar do bom tempo, que possibilita a escolha do gate de largada, o piloto mantém os pés no chão.

“Não sou muito bom em fazer tempos nos treinos. O importante é largar bem”, afirma o equatoriano, que corre com motivação a mais neste domingo: o filho recém-nascido Maverick. “Já nasceu rápido. Era para nascer 4 de dezembro, mas nasceu em 26 de novembro”, disse, aos risos.  

Para ser campeão, Jetro terá de superar o espanhol Carlos Campano, líder com 244 pontos (fez o 7º melhor tempo dos treinos). São 24 pontos que separam os dois. A vitória em cada bateria vale 25 pontos. Assim, o campeonato está aberto.

Quem também tem chances de levantar o título é o português Paulo Alberto, piloto oficial da Honda Racing. Ele tem 215 pontos e vem embalado com três vitórias consecutivas. Nos treinos deste sábado, fechou com a 4ª melhor volta.

“Fui bem no treino, apenas 0.450s da melhor volta. A confiança para o título continua, porque numa corrida de Motocross tudo pode acontecer. Ainda são 50 pontos em jogo”, destacou o português.

Hector Assunção supera contusão e faz segundo melhor tempo

O piloto oficial Honda Racing Hector Assunção superou o incômodo provocado por dores nas costas e fez o segundo melhor tempo nos treinos da MX1. Após ficar duas semanas de repouso, não sentiu nada na atividade deste sábado, em Charqueada.

“Trabalhamos para fazer o melhor tempo, mas o segundo está muito bom. Os tempos dos primeiros colocados estão bem próximos (menos de meio segundo de diferença do 1º para o 4º). O que vai contar na corrida é a largada, porque a pista é um pouco difícil de ultrapassar, pois não formou muitas linhas”, comentou o piloto, 6º colocado na classificação geral do Brasileiro de Motocross.

Lucas Dunka, da Escuderia X, é o 8º no ranking. Fez o 11º tempo nos treinos.

Líder, Gustavo Pessoa vai confiante em busca do título

O piloto Gustavo Pessoa, da equipe Honda Ipiranga IMS, fez o melhor tempo nos treinos cronometrados deste sábado na categoria MX2.

Líder da competição e favorito ao título, Gustavo cravou 1min31s555 na sua 13ª e última volta classificatória. Para o paulista, o melhor tempo “dá mais confiança para a corrida”, neste domingo, com duas baterias marcadas para as 12h e 15h.

“Depois de pegar um pouco de tráfego nas primeiras voltas, consegui fazer uma volta limpa e consegui baixar o tempo. Agora é escolher o posicionamento de largada, um gate livre, para fazer uma boa largada. Estou bem e a moto está acertada”, comemorou Gustavo Pessoa.

Ele tem 252 pontos no ranking geral da MX2. O segundo colocado é Fábio Santos, com 239 – fez o segundo melhor tempo dos treinos. O terceiro colocado no campeonato é Pepê Bueno, com 219 pontos, que foi o terceiro melhor deste sábado.

João Ribeiro, da Honda Ipiranga IMS, é o 5º na classificação geral e fez o 5º melhor tempo nos treinos; Frederico Spagnol, Honda Ipiranga IMS, é 6º na competição e fez a 8ª volta mais rápida; e Leandro Pará, da Escuderia X, apoiada pela Honda, é 8º no ranking e fechou os treinos em 7º.

MX2 Júnior

Na MX2 Júnior, Leonardo Nunes, da Escuderia X, é o vice-líder com 231 pontos e está na briga pelo título. Ele fez o 4º melhor tempo nos treinos classificatórios deste sábado. O líder da categoria é Tallys Brito, com 246 pontos. Ele fechou o dia com a 3ª melhor volta. Terceiro colocado no geral, Leonardo Cassarotti conquistou o melhor tempo do classificatório.

Programação

DOMINGO (10/12)

8h às 9h45 – warm-up (todas as categorias)

10h10 – MXF (15 min + 2 voltas)      

10h40 – 65cc – (15 min + 2 voltas)      

12h – MX2 (1ª Bateria: 30 min + 2 voltas)

13h – MX1 (1ª Bateria: 30 min + 2 voltas)

14h – MXJR (20 min + 2 voltas)

15h – MX2 (2ª Bateria: 30 min + 2 voltas)

16h – MX1 (2ª Bateria: 30 min + 2 voltas)

Classificação geral MX1

1º Carlos Campano – 244 pontos

2º Jetro Salazar – 220 pontos

3º Paulo Alberto – 215 pontos

6º Hector Assunção – 167 pontos

8º Lucas Dunka – 145 pontos

Classificação MX2

1º Gustavo Pessoa – 252 pontos

2º Fábio Santos – 239 pontos

3º Pepê Bueno – 219 pontos

5º João Ribeiro – 186 pontos

6º Frederico Spagnol – 150 pontos

8º Leandro Pará – 117 pontos